Procon e Enel querem por fim a “gambiarras” de operadoras

“Operação Gambiarra”. Esse é o nome de uma operação conjunta, entre o Procon e a Enel (ex-Eletropaulo) para fiscalização do uso irregular, de postes da rede elétrica, por empresas que prestam serviços de telefonia, internet e TV a cabo. Estão na mira 100 operadoras de serviços que atuam na Capital e 23 cidades da região Metropolitana.

Segundo Max Xavier Lins, presidente da Enel, essas 100 empresa já foram identificadas, mas há um total de 300 operadoras que utilizam os postes com fios e cabos dispostos de forma totalmente fora da regulamentação.

O Procon-SP solicitou que a Enel envie relação das empresas que possuem contrato para passagem desses fios e quais delas estão em descordo com os padrões. As empresas que estiverem fora das normas serão notificadas e terão um prazo para se adequarem.

Em caso de não cumprimento, serão multadas e até poderão ser interditadas temporariamente, afirma o diretor executivo do Procon, Fernando Capez. “Essa foi uma importante reunião para deliberar sobre como retirar esses fios que poluem a paisagem urbana da cidade de São Paulo, verdadeiras gambiarras, fios que se entrelaçam com risco de curto circuito em situação totalmente irregular”, completou.