Prefeitura de Cajamar e Ministério Público sugerem suspensão de atividades comerciais

A Prefeitura de Cajamar recebeu nesta sexta-feira (20/03) uma recomendação expedida pelo Ministério Público do Estado de São Paulo. Trata-se do pedido de suspensão das atividades comerciais na cidade, a fim de prevenir a proliferação do novo coronavírus (Covid-19). A medida tem apoio da Associação Comercial e Empresarial (ACE) do município.

Entre as recomendações está a suspensão de todas as atividades e serviços privados não essenciais, a exemplo de academias, clubes, shopping centers, cinemas, teatros, restaurantes, lojas de conveniência de postos de gasolina, call center e comércio em geral. Também é sugerida a suspensão das atividades e serviços públicos não essenciais que não puderem ser realizados por meio digital ou mediante trabalho remoto.

O documento pontua a suspensão de todo e qualquer evento realizado em local fechado, independentemente da sua característica, condições ambientais, tipo do público, duração e modalidade, inclusive de natureza religiosa e educacional, e dos eventos realizados em local aberto que tenham aglomeração prevista com mais de 15 pessoas.

Contudo, farmácias e drogarias, açougues e casas de carnes, mercados e supermercados, pet shops, padarias (sem consumo em balcão), quitandas, lojas de produtos de limpeza e descartáveis e postos de combustíveis poderão continuar a exercer suas funções.