Pai é preso acusado de estuprar a própria filha de 8 anos em Jundiaí

A PM foi acionada pela namorada do acusado. Aos soldados Iório e Fernandes, ela contou que havia realizado um churrasco em sua casa e que o namorado levou os filhos de 8 e 10 anos. Em determinado momento, as crianças ficaram com sono e foram levadas para um quarto.

Um homem foi preso por policiais militares do 49º Batalhão Batalhão de Jundiaí, na madrugada deste domingo (5), na rodovia Geraldo Dias, poucos minutos depois de ter estuprado a filha de 8 anos, durante um churrasco no Jardim Fepasa, segundo relato do filho de 10 anos.

A PM foi acionada pela namorada do acusado. Aos soldados Iório e Fernandes, ela contou que havia realizado um churrasco em sua casa e que o namorado levou os filhos de 8 e 10 anos. Em determinado momento, as crianças ficaram com sono e foram levadas para um quarto.

Como o namorado estava demorando a retornar, ela foi ao quarto e encontrou as duas crianças assustadas. O menino contou que o pai deitou sobre a filha e esfregou o pênis na genitália dela, além de ficar esfregando as mãos nesta região do corpo. A essa altura, o suspeito já havia deixado o local, de carro.

Os PMs conversaram informalmente com a criança, para também tranquilizá-la, mas a versão do irmão foi menina que disse não ter sido a primeira vez que o pai havia feito aquilo, mas que nunca havia contado para a mãe, por medo.

Com informações de onde o acusado poderia ter ido, os PMs foram à caça e acabaram o localizando transitando pela rodovia. Foi dado ordem de parada, mas ele tentou fugir, sendo detido em seguida. Sem nem mesmo saber do que se tratava a abordagem, disse aos policiais que tudo não passava de um mal entendido, mas que não falaria mais nada sem a presença do advogado.

Ele recebeu voz de prisão e foi conduzido ao Plantão Policial, onde o flagrante foi registrado e o homem permaneceu à disposição da Justiça. A criança foi levada pelo Serviço de Atendimento Médico de Urgência Samu) ao Hospital Universitário (HU) para atendimento médico, sendo recolhido indícios dos fatos.

A mãe da criança, que mora em um município vizinho com os filhos, foi informada dos fatos. A criança permaneceu internada em observação. Com informações do Jornal de Jundiaí.