SP tem 16,1 mil mortes pela Covid-19

Dos 645 municípios paulistas, apenas 17 ainda não tiveram pelo menos um caso da doença.

Nesta segunda-feira, o estado de São Paulo registrou 16.134 mortes e 323.070 casos confirmados do novo coronavírus. Dos 645 municípios paulistas, apenas 17 ainda não tiveram pelo menos um caso da doença.

As taxas de ocupação dos leitos de UTI são de 63,3% na Grande São Paulo e 63,9% no Estado. O número de pacientes internados é de 13.524, sendo 8.023 em enfermaria e 5.501 em UTIs.

Entre as vítimas fatais estão 9.321 homens e 6.813 mulheres.

Capital

Três distritos lideram o número de mortes pela Covid-19 na cidade de São Paulo: Sapopemba, na zona leste, Brasilândia, na norte, e Grajaú, na zona sul da Capital. As informações são da Secretaria Municipal da Saúde e reúnem os dados de 11 de março a 29 de junho deste ano.

Sapopemba registra 327 mortes pelo novo coronavírus no período. O distrito de Brasilândia, 305. Já Grajaú contabiliza 290 vítimas fatais. Na sequência vêm os distritos de Jardim Ângela (zona sul, 268 mortes), Capão Redondo (sul, 259), Sacomã (sul, 253), Cidade Ademar (sul, 250), Jardim São Luís (sul, 250), Tremembé (norte, 234), Jabaquara (sul, 223) e Cidade Tiradentes (leste, 212).

Por outro lado, o levantamento da prefeitura mostra que só um distrito da cidade teve aumento percentual de mortes acima de 20% em relação à última divulgação, feita em 18 de junho, quando 52 dos 96 distritos registravam aumento de mortes acima desse percentual.

De acordo com o Boletim Epidemiológico divulgado nesta neste domingo pela Prefeitura de São Paulo, a cidade tem 12.954 vítimas fatais pela doença, entre casos confirmados (7.574) e suspeitos (5.380).

A cidade de São Paulo registrou 47% de isolamento social no último sábado (4), de acordo com o Sistema de Monitoramento Inteligente (Simi-SP), do Governo de São Paulo. De acordo com a prefeitura, o índice mínimo deve ser 55%.