Caixa Econômica Federal deposita por engano R$ 120 bilhões em conta

Um designer teve as contas bloqueadas após receber, por engano, transferência de mais R$ 120 bilhões da Caixa Econômica Federal.

A quantia colocaria o designer, que preferiu não ter o nome revelado, em maior posição que Joseph Safra (R$ 95,3 milhões) do Banco Safra, como homem mais rico do país.

Ele notou a transferência no final de semana, mas não conseguiu sacar nem um centavo.

“No sábado, eu fui ao supermercado e o meu cartão foi recusado. Abri o aplicativo e não consegui acessar a conta. Pensei que o sistema estava fora do ar e voltei pra casa sem as compras. Acessei o aplicativo novamente e apareceram R$ 120 bilhões”, disse.

Ao sentir-se bilionário por alguns momentos, o designer conta que ficou paralisado, sem reação. “Depois fiquei me perguntando de onde tinha vindo todo aquele dinheiro. Me perguntei se não tinha ganhado na loteria”, lembrou.

Como alegria de pobre dura pouco, logo descobriu o engano. O banco então, por identifcar transação fora do normal, bloqueou suas movimentações por cerca de cinco dias.

“Fiquei sem dinheiro nenhum, eu estava no vermelho, estava usando o especial e no cartão de crédito. Precisei pedir dinheiro emprestado. Minha sorte foi que tinha comida em casa.”

Então ele precisou recorrer a um advogado, para liberar a conta e devolver o dinheiro.

Com informações da IG. 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *