Número de mortes nas estradas é o menor em 20 anos no Estado

Entre janeiro e fevereiro foram 198 óbitos. Número 46% inferior ao registrado em 2006, com 396 vítimas fatais. (Foto: Divulgação)

O estado de São Paulo registrou, no primeiro bimestre deste ano, o menor número de mortes decorrentes em acidentes nas estradas nas últimas duas décadas.  Entre janeiro e fevereiro foram 198 óbitos. Esse número também é 17,2% menor que o registrado em igual período do ano passado – quando foram 232 óbitos, e 46% inferior ao registrado em 2006, quando o número de mortes foi recorde nos 22 mil quilômetros de estradas paulistas, chegando a 396.

O governo do Estado credita a redução às operações da Polícia Militar Rodoviária para ampliar a fiscalização sobre veículos e motoristas. Em fevereiro, por exemplo, 8,6 mil condutores foram autuados por dirigir sob efeito de álcool ou se recusaram a se submeter aos testes de etilômetro. O número é 166% maior que no mesmo mês de 2019. Já a quantidade de motoristas avaliados cresceu 548%.

Foram 200.297 verificações em fevereiro deste ano, contra 30.930 no ano passado. Também houve reforço nas operações de monitoramento da conduta dos motoristas, como ultrapassagens proibidas, uso de cintos de segurança e dos dispositivos específicos para crianças, uso do celular ao volante e excesso de velocidade. No total, os policiais paulistas fiscalizaram 205.924 motoristas em fevereiro. As autuações correspondem a 4,17% desse universo.